Brasil se prepara para o 5G, saiba do que as novas redes serão capazes

Brasil se prepara para o 5G, saiba do que as novas redes serão capazes

Brasil se prepara para o 5G; saiba do que as novas redes serão capazes

O Brasil já começa a discutir o 5G, embora ainda esteja beeeem longe de estar completamente coberto pelo 4G. Mas você sabe do que a internet móvel de 5ª geração será capaz? As especificações da tecnologia já estão sendo padronizadas pela União Internacional de Telecomunicações (ITU, na sigla em inglês).

O documento define quais serão as capacidades técnicas dos equipamentos envolvidos na distribuição do sinal 5G, embora ainda sejam passíveis de mudanças. A intenção é aprovar e finalizar os planos até novembro, para que então seja possível começar a criar a tecnologia de fato.

Velocidades máximas do 5G

As especificações do 5G determinam que cada célula seja capaz de sustentar 20 Gbps de tráfego de download e 10 Gbps de upload. Que fique claro, porém: isso não quer dizer que esta é a velocidade que cada usuário terá, mas será a velocidade máxima que todas as pessoas na área precisarão dividir. Para comparação, o 4G LTE tem picos de apenas 1 Gbps.

Densidade de conexão

Se a quantidade de pessoas é importante para definir a velocidade de conexão que cada usuário pode alcançar, também é necessário estabelecer quantos aparelhos serão suportados. As especificações determinam que o 5G deve suportar 1 milhão de dispositivos conectados por quilômetro quadrado. Parece muito, mas o fato é que não estamos falando de pessoas, e sim da Internet das Coisas. O 5G foi pensado para um mundo em que as lixeiras de rua, os carros, os postes de iluminação, os semáforos e tantos objetos serão conectados. Assim, começa a ser necessário pensar em ter mais aparelhos conectados em uma área pequena.

Velocidades reais

Ok, a velocidade máxima alcançada por uma célula do 5G chega a 20 Gbps, mas e para o usuário? As especificações citam velocidades reais de uso de 100 Mbps para download e 50 Mbps para upload. São números similares ao que o mundo já vê com o LTE-A, mas a diferença é que com o 5G essas velocidades devem ser constantes em vez de ocasionais em situações extremamente favoráveis.

Mobilidade

Sua internet móvel já começou a engasgar quando você estava no carro ou em um trem em movimento? As redes do 5G foram feitas para suportar um usuário parado ou se locomovendo a até 500 km/h.

Latência

As redes 5G prometem latência mínima. Em circunstâncias ideais, o atraso deve chegar no máximo a 4 milissegundos, contra 20 ms das células LTE. O documento também cita latências de apenas 1 ms em comunicações ultraconfiáveis de baixa latência (URLLC).

Fonte: Via Ars Technica

Categories Blog News
Deixar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *